Na web

 

Como Funciona

A Ciência da Gravidez

Você pode pensar que conhece tudo a respeito de como a gravidez ocorre, mas saiba que pode estar errado. Na verdade, a maioria das pessoas está enganada sobre como exatamente ocorre a gravidez.

É claro, todos sabem que o espermatozóide do homem deve fecundar o óvulo (na verdade o ovócito II) da mulher, mas existe ainda muita confusão ao falar desse assunto. Mas eu quero que você entenda como funciona para ver como realmente é possível escolher o sexo do seu bebe.

Antes de tudo, uma mulher deve ovular para que possa engravidar. A ovulação ocorre quando um dos dois ovários da mulher libera pelo menos um óvulo (na maioria das vezes somente um) que então deverá ser fecundado por um espermatozóide presente no esperma de um homem. Se um óvulo for fecundado o resultado será a gravidez.

Muitas pessoas erroneamente acreditam que a gravidez somente ocorre se a relação sexual for realizada durante a ovulação. Isso não é verdade.

As chances de engravidar são maiores ao ter relações sexuais 1 a 5 dias antes da ovulação. Assim que a ovulação ocorre, existe uma janela de apenas doze horas (algumas vezes esse intervalo é um pouco maior) para que o óvulo não possa ser mais fecundado. Já que o espermatozóide pode viver no interior do corpo da mulher por aproximadamente cinco dias é melhor manter relações antes da ovulação ocorrer.

Muitas pessoas acreditam que todo mês um óvulo é liberado pelos ovários, isso não é verdade também. É muito mais comum ocorrerem ciclos em que não há nenhuma liberação de óvulos, são os chamados ciclos anovulatórios. Não há chance alguma de gravidez durante esses ciclos, pois não existem óvulos para serem fecundados.

Durante uma ejaculação um homem normal libera em torno de 200 milhões de espermatozóides. Desses 200 milhões apenas 200 mil conseguem atravessar a vagina e chegam ao útero.

Então, desses 200 mil restantes, aproximadamente 400 espermatozóides alcançam as tubas uterinas. Como é possível perceber, é necessário um número enorme desses espermatozóides para fecundar um único óvulo.

Assim que um espermatozóide penetrar em um óvulo, nenhum outro poderá penetrar e a concepção terá ocorrido.

A principal razão pela qual tantos espermatozóides nunca cheguem às tubas uterinas é devido ao ambiente na vagina que é extremamente ácido o que acarreta a morte de muitos dos gametas masculinos (espermatozóides).

A Ciência na Determinação do Sexo do Bebê

Como já foi mencionado anteriormente, existem três fatores principais que você pode manipular para aumentar suas chances de ter um filho do sexo escolhido por você. Esses três fatores são: a alimentação da mãe, as posições utilizadas na relação sexual e o momento escolhido para manter tais relações.

Você deve praticar e tirar vantagem de todos esses três métodos que são amplamente abordados no curso. Realizar somente um desses métodos pode funcionar, mas ao seguir os três suas chances de sucesso aumentarão significativamente.

Seguir esses métodos é bem simples. Requer um pouco de planejamento (principalmente na parte da dieta) e comunicação.
Não somente será fácil seguir esses métodos, como também será divertido. Especialmente os dois últimos fatores (posições sexuais e escolha do momento certo para relação) serão facilmente realizados.

Apesar do método não ter comprovação cientifica, cientistas e médicos entram em acordo que esses três fatores podem realmente influenciar na escolha do sexo do bebe. Veja o que diz o ginecologista Dr. José Bento de Souza:

O espermatozóide que carrega o cromossomo Y (para nascer menino) tem cabeça menor e é mais rápido e menos resistente que aquele que carrega o X. Dessa maneira, se o ato sexual ocorrer perto do período da ovulação, há mais chances do espermatozóide Y encontrar o óvulo antes e o bebê nascer com o sexo masculino. Já se o ato sexual ocorrer algum tempo depois da ovulação, há mais chance do espermatozóide X, mais resistente e mais lento, sobreviver até o período da ovulação e o bebê nascer com o sexo feminino.

Outros fatoroes que influenciam são a posição da relação devido profundidade da penetração, o período do dia e a frequência com que são feitas as relações sexuais. Existem métodos naturais sem comprovação científica que parecem aumentar a chance de se escolher o sexo, seguindo-se estes preceitos todas estas informações são necessárias.

Segundo a alimentação materna na época da ovulação pode-se ter uma alteração do pH vaginal, e facilitar o sexo masculino ou feminino. Uma alimentação correta parece acidificar o pH da vagina e facilitar a sobrevivência do espermatozóide masculino. Já para se ter um menino deve-se privar a mulher de certos alimentos e estimular outros, o que deixaria o pH da vagina mais básico e facilitaria a ascensão do espermatozóide masculino.

Resultados Esperados

Seguindo todas as recomendações espera-se um aumento da chance de conceber um bebe do sexo desejado. Entretanto não é certo e garantido que o resultado será alcançado. O casal que se expor ao risco de tentar deve estar conciente da possibilidade de falha do método.

Todo o material, tem total consenso cientifico apesar de não ter comprovação cientifica devido a dificuldade de se testar as variantes em laboratório. Caso você tenha qualquer dúvida, procure um médico e se oriente quanto a eficácia.

Avisos Pertinentes

O Método Não tem Comprovação Cientifica devido a grande dificuldade de testar em laboratório tantas variáveis.

 

 

10 Comentários em "Como Funciona"

Comente: